Entre os 14,2 milhões de desempregados no Brasil, 2,9 milhões buscam trabalho há mais de dois anos e 5,4 milhões há mais de um ano, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) do IBGE com dados do primeiro trimestre de 2017.


“O momento é crítico, é preciso cortar gastos e readequar o padrão de vida para esta nova realidade. É importante buscar fontes de renda, mesmo que não sejam em sua área de atuação, para garantir o consumo de produtos e serviços básicos. É preciso cuidar da saúde mental e não desistir, pois são nos momentos de crise que crescemos e aprendemos a nos reiventar”, orienta o presidente da Dsop Educação Financeira, Reinaldo Domingos.


O consultor diz que é válido procurar trabalhos temporários em shoppings e comércios em gera. Um serviço que está em alta é o de levar cachorros da vizinhança para passear em dias e horários combinados.




Fonte: Bem Paraná, 25 de maio de 2017.